ÁCIDOS GRAXOS

ÁCIDOS GRAXOSocorre através do complexo ácido graxo sintasesubunidade 1 (ACP – proteína carreadora de acil)ácido pantotênico + grupamento sulfidrila (SH) importante para receber o acetil e o malonilsubunidade 2grupamento sulfidrila (SH)inicialmente o acetil se liga ao grupamento sulfidrila do ACPo acetil é transferido para a subunidade 2, deixando a subunidade 1 livreo malonil se liga ao grupamento sulfidrila do ACPPRIMEIRA ETAPA - condensação:ocorre a condensação do acetil com o malonillibera CO2SEGUNDA ETAPA - redução:ocorre a transferência de hidrogênio do NADPH+H+ o complexo fica saturadolibera NADP+TERCEIRA ETAPA - desidratação:ocorre a retirada de uma molécula de águaQUARTA ETAPA - redução:ocorre a transferência de hidrogênio do NADPH+H+ o complexo fica saturadolibera NADP+Ao final ocorre a produção da molécula butirilpossue 4 carbonos e faz ligações saturadasporém ele precisa ter 16 carbonos, que é o palmitatonecessário repetir todas essas etapasO palmitato pronto ainda vai estará ligado a uma sulfidrilaele sofre a ação da enzima tiroesterase cliva a molécula e libera o palmitato e o complexoSÍNTESE DE ÁCIDOS GRAXOSONDE OCORREO PROCESSOSÍNTESE DE ÁCIDOS GRAXOS MAIORES DE 16 CARBONOSELONGAÇÃO DOS ÁCIDOS GRAXOS:ocorre no retículo endoplasmático lisoprocesso parecido com a síntese do ácido graxo em vez de ser um complexo enzimático são enzimas separadamenteINSATURAÇÃO DOS ÁCIDOS GRAXOS: inserção de dupla ligação entre os carbonos (∆4, ∆5, ∆6, ∆9)o processo precisa de um ácido graxo saturado + oxigênio + duas moléculas de hidrogênioinicialmente o NADPH+H+ ele transfere elétrons para a enzima citocromo b redutase o FAD se transforma em FADH2 para a enzima citocromo b redutase transfere esses elétrons para o citocromo bo citocromo b transfere os elétrons via enzima acil-graxo-CoA dessaturase para o ácido graxoa enzima acil-graxo-CoA dessaturase utiliza o oxigênio e os hidrogênios para quebrar a dupla ligação e essa reação libera águaSÍNTESE DE TRIACILGLICEROLAs enzimas aciltransferases fazem a transferência dos grupos acils das coenzimas A para a molécula de glicerol-3-fosfatoinicialmente são transferidos dois grupos formando o diacilglicerol depois mais um grupo formando o triacilglicerol sintetizado principalmente no fígado e no tecido adiposo depois é transportado para o musculo e para as células adiposas para ser estocadono fígado, o colesterol, os fosfolipídios e as proteínas farão o empacotamento dessa moléculaela será exportada para o restante do corpo em forma de VLDL (lipoproteina) a partir do acetil-CoA (controla a produção de ácidos graxos) se não tem ácidos graxos não se tem a formação do triacilglicerolREGULAÇÃO:REGULAÇÃO:a enzima acetil-CoA carboxilase é um ponto de controle sofre uma modulação alostérica positiva do citratosofre modulação alosterica negativa quando se tem muito palmitoil-CoA (produto final) sofre ação de fosforilação e desfosforilaçãono estado bem alimentado tem-se a produção de insula e a enzima sofre desfosforilação, tornando-se ativano estado de jejum, tem-se a produção de glucagon e uma falta de energia que leva a um aumento do AMPisso ativa a proteína quinase AMP dependente que fosforila a enzima deixando-a no estado inativoONDE OCORRE:O PROCESSO:MOLÉCULAS UTILIZADAS:Acetil-CoA: sintetizado na mitocôndria, proveniente do metabolismo de carboidratos e aminoácidosMalonil-CoA: Sintetizado a partir da Acetil-CoANADPH: produzido a partir de enzima málica e via das PentosesBETA-OXIDAÇÃO DOS ÁCIDOS GRAXOSSubtopicLIPÓLISE DE TRIACILGLICEROLBETA-OXIDAÇÃO DOS ÁCIDOS GRAXOS INSATURADOSBETA-OXIDAÇÃO DOS ÁCIDOS GRAXOS COM NÚMERO ÍMPARBETA-OXIDAÇÃO DOS ÁCIDOS GRAXOS NOS PEROXISSOMOSis peroxissomos fazem o encurtamento das cadeias muito longas tem como objetivo a produção de FADH+H+ faz a transferência de elétrons para o O2 formando o H2O2 H2O2 é utilizado em suas funções como a desintoxicação o triacilglicerol primeiro sofre a ação da lipase de triacilgliceróis do adipócitoquebra a molécula liberando um ácido graxo e a transformando em diacilglicerolo diacilglicerol sofre a ação da Lipase hormônio sensívelquebra a molécula liberando um ácido graxo e a transformando em monoacilglicerolo monoacilglicerol sofre a ação da Monoacilglicerol lipasequebra a molécula liberando um ácido graxo e a transformando em glicerolo glicerol vai para a gliconeogênese e os três ácidos graxos liberados vão sofrer a beta-oxidaçãoa proteína quinase A ativa a lipase hormônio sensívele ativa a molécula CGI que fica na gotícula de lipídeoa CGI ativa a lipase de triacilgliceróis do adipócito e assim começa a reação
5